segunda-feira, 4 de julho de 2011

fofíssimo

ah, eu sinceramente
não acredito mesmo
nesse escarcéu todo
só porque não há céu

(eu que sou tolo mesmo,
ou é só acreditar
numa seilá luz interior
que faz tolice do escuro)

e eu não acredito
que seja tão duro assim,
não, não acredito,
e eu sou um escroto por isso.

(sua dor maior que todas
tão maior que todas as dores
NOSSA, QUE DOR ENORME
como cabe em você? como?)

(explode, vai,
em pedacinhos
que nem vai doer nem
fazer tanta falta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário