quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Urgida

Tirar: a roupa,
arranhar: a pele,
de nada: adianta.

Nem mordida,
nem, beijo.

Não é assim que se vê mais
vida, mas eu insisto.

E um dia
te arranco a carne dos
ossos pra descobrir que

não
há mais
nada.



Base, palavras, texto: http://sickburningchild.blogspot.com/2011/09/lxxx.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário