domingo, 17 de novembro de 2013

período

eu te lambo,
tu me enlaças com as pernas
e conta uma história antiga

você escondida entre as cortinas
da casa da sua avó que cheirava a verão

eu te lambo e você geme abafado
e pede que eu vá com calma, que você
já tomou banho

nós corríamos pela praia, era fim de tarde,
e no fundo da tela levantava um monstro marinho
como um leviatã

eu te lambo até fogos de artifício
explodirem embaixo da sua pele e dentro
da tua cabeça e nos teus olhos e te fazerem tremer

fez uma coleção com todas as canções que amanhecem
e espalhou folhas secas pela casa inteira e fez questão de
ter tomado chá de camomila antes de me beijar para que
os gostos e também havia acendido incenso

eu te lambo e flutuas nas nuvens flutuamos
juntos os dois nas nuvens e giramos também
nas nuvens e nas nuvens giramos eternos dourados lavanda

eu te lambo, somos roseiras,
eu te lambo, te cravo, você leviatã,
eu leviatã, inferno de nós, roseiras, espinhos, lambo,
leviatã, cravo, roseira, cravo, fundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário