sábado, 5 de novembro de 2016

conservamos os podres

conservas conservas
legumes variados
conservas conversas conluares
coplanagens cadeamentos tempestádios
rimos rimos rimos rimas
lumes lumes lumes limas
cada folha que queimamos
tinha versas as mais sinceras
tinha desenhas mais ousadas
tinha confissões de papel branco
jean michel, what was it anyway?
a gente que precisa comer e como
qualquer outra pessoa como
a mim mesmo e a quem puder passar aqui
pela frente por trás pelo lado eu posso
sim, comer, eu posso sim comer,
outrossim buraconegro
consumo, mistério
lavoro a bolero,
livreto a lorota,
léxico a lexotan,
de fim em fundo, glória,
conservamos os podres

Nenhum comentário:

Postar um comentário