sábado, 5 de novembro de 2016

mas que então sim

preciso do meu detector de invisível
pra captar todas as ondas que arrodeiam
e enrodilham e nas tramas e nas tretas
fechados em estrepes, revoada de patos brancos
passa por todas as terras colinas montanhas tantos
são os patos brancos que voam - vejam, milagre -
patos brancos voam,
todos esses dominós
em belos padrões, numa festa todas nós
jogamos as toalhas para o alto e são
toalhas de tantas cores, ah são, toalhas
de todas as cores, toadas de todas as cores,
cada uma dessas notas já foi tocada e ainda assim
se recompõe e fazem algo que não,
que não, que não, que não, meu detector de invisível
que capte a frequência de tudo que ainda não
mas que então sim

Nenhum comentário:

Postar um comentário