sexta-feira, 18 de novembro de 2016

quaisquer noites

monóxido de carbono, oh
Ande, oh, ande. Oh, ande, oh
Ande,
Acontecimentos negros
Da melhor cor
E variadas,
E sempre, de volta, a ela:
draga, buraco negro,
percevejo, escaravelho,
E nos atormentos quaisquer noites,
fica assim, pouquim de mim, num lençol,
mas podendo ser poucão e poção

Nenhum comentário:

Postar um comentário